Comodidade

Onde estamos

Uma boa alimentação é essencial para uma boa saúde:

              A saúde de um animal depende da alimentação que lhe é oferecida. As rações industrializadas, além de mais práticas e econômicas, são formuladas para garantir uma nutrição adequada.

Ração de qualidade leva a nutrição exata e dispensa qualquer outro tipo de suplementação.

O período de crescimento é o estágio mais importante na vida do seu cão. Ele determina a natureza do futuro adulto e seu tamanho, forma e aspecto bem proporcionados. Para um desenvolvimento correto seu filhote necessita de uma dieta que adequadamente leva em conta suas necessidades nutricionais.

As necessidades nutritivas do seu animal de estimação mudam com idade, e algumas circunstâncias médicas requerem dietas especiais. Meça sempre quanto alimento você dá baseado em instruções do seu veterinário. Uma "bacia cheia" pode significar coisas diferentes aos membros diferentes da sua família. Estabeleça os horários das refeições para seu animal de estimação. Se o alimento estiver disponível o dia inteiro, seu animal de estimação pode comer mais do que o necessário, causando obesidade. Não alimente seu animal de estimação com restos de comida. Recompensas em alimento tem limite. Tanto quanto amam snacks, animais de estimação também adoram fazer caminhadas, brincar, e passar bastante tempo com você.

Idades: 

Filhotes até 1 ano de idade : 3 a 4 refeições por dia, respeitando um intervalo igual entre elas, devem comer ração adequada para sua idade (Puppy ou Júnior). Nos primeiros dias de alimentação com ração industrializada os filhotes podem ter dificuldades em mastigar os grãos, basta umedecê-los com água morna. Existem alguns prebióticos no mercado que ajudam a repor a flora intestinal perdida na fase de transição entre desmame e alimentação seca. As rações industrializadas possuem diferentes constituições para filhotes de raças grandes (Boxer, Pastor Alemão, Rottweiler, etc.) e para cães de raças pequenas (Poodle, Yorkshire etc.) devemos respeitá-los e oferecer a ração adequada. 

Atenção: 

Rações industrializadas, quando acrescentarmos água para umedecê-las, devemos desprezar o que sobrar, evitando a fermentação da mesma.

Quando o cão estiver saciado, ou depois do tempo necessário para que ele coma , retire o prato, e só volte a oferecer a comida após intervalo recomendado, evitando assim o aparecimento de insetos e roedores.

Se o cão comer em excesso ele terá refluxo, vômitos e possivelmente diarréia, por isso fique atento à quantidade de comida que você oferece à ele.

Qualquer mudança na alimentação deve ser feita de maneira gradual, misturando pequenas quantidades da nova ração à antiga, até substituição total.

Água limpa, fresca deve ficar à disposição 24 horas, tendo o cuidado de trocá-la várias vezes.

Se seu cãozinho apresentar falta de apetite, vômitos, diarréias e se mostrar desanimado, consulte um médico veterinário. Diarréias que duram menos de um dia não são preocupantes.

O seu animal não deverá compartilhar com você de sua alimentação; gorduras, massa, temperos, ossos não fazem bem à sua saúde. Só ofereça ração industrializada, que foi carinhosamente desenvolvida para ele.

Evite:

Gorduras - fritura, refogados, manteiga, nata de leite, etc.

Massas - pão, macarrão, etc.

Açúcar - bala, bolo, biscoito, sorvete, etc.

Ossos - de frango, de costela, de rabada –

Ossos industrializados são permitidos

 Duração do período de crescimento: 

Ele varia de 8 meses para filhotes de tamanho pequeno, até 12 meses para cães médios, 15 meses para cães grandes e até 24 meses para cães gigantes.

Grupos de tamanho e peso na idade adulta:

Cães Pequenos (Adulto até 10kg)

Cães Médios (Adulto entre 11kg a 25kg)

Cães Grandes (Adulto entre 26 a 44kg)

Cães Gigantes (Adulto mais de 45kg)

Saúde:

O melhor tratamento é a prevenção. Leve seu cão regularmente ao Médico Veterinário para um check up,mesmo que ele não esteja doente.

Consulte sempre o médico veterinário de sua confiança, não receba informações de pessoas não qualificadas para ditar conselhos errados e que podem provocar ou agravar doenças. Só o médico veterinário terá o diagnóstico correto a fornecer.

Não deixe de administrar vermífugos periodicamente ao seu cãozinho. Siga a orientação do seu médico veterinário.

Lembre-se que todo filhote rói e come tudo que encontra, portanto cuidado com objetos esquecidos ao alcance do cão.

Cuidado com plantas, pois algumas são tóxicas (Ex: Comigo-ninguém-pode, Flor das almas, Oleandro ou louro rosa, carrapateira, rícino, mamoeira, palma-de-cristo, carrapato, coroa-de-cristo, copo-de-leite, papagaio, rabo-de-arara, pião-roxo, trombeta-de-anjo Olho de cabra.

Especial atenção ao local destinado ao lixo. Ofereça ao cão ossos industrializados ( feitos com couro de boi ) que não são perigosos como os ossos de verdade e suprem a necessidade de roer dos bichinhos, evitando assim que eles ataquem outros objetos ou móveis e isso também ajuda na higiene bucal.

Não importa qual o tipo de pelagem seu cão tenha, pêlos morrerão e cairão e novos nascerão.

Alimentos que cães podem e NÃO podem comer

 

http://3.bp.blogspot.com/-IiajSdCxEHw/UgaHVr1EZUI/AAAAAAAAAD8/vip2vjc5h7Q/s320/cachorro-fruta-legume-650x350.jpg

Embora não seja essencial à dieta dos cães e gatos, a adição de vegetais frescos e variados tem vantagens interessantes: é fonte de fibras, fornece valiosos antioxidantes (nutrientes que combatem o câncer e as inflamações) e uma infinidade de outras substâncias benéficas à saúde e, de modo geral, acrescenta poucas calorias à dieta.

Que legumes e verduras podem ser oferecidos?

Praticamente todos:

·                     abobrinha

·                     abóbora

·                     aspargos

·                     batata

·                     batata-doce

·                     batata-inglesa (comum)

·                     batata-yacon

·                     berinjela

·                     beterraba

·                     brócolis

·                     cará

·                     cenoura

·                     chuchú

·                     couve-flor

·                     couve manteiga

·                     ervilha fresca (não em conserva)

·                     ervilha-torta

·                     espinafre

·                     inhame

·                     jiló

·                     mandioquinha

·                     manjericão

·                     nabo

·                     palmito

·                     pimentão (todas as cores)

·                     quiabo

·                     rabanete

·                     salsinha

·                     tomate

·                     vagem

Que frutas podem ser oferecidas?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os cães podem comer frutas cítricas. É só não exagerar na quantidade. O estômago dos cães é muito mais ácido do que qualquer fruta!

·                     abacate

·                     abacaxi

·                     ameixa

·                     amora

·                     banana

·                     caju

·                     caqui

·                     figo

·                     framboesa

·                     goiaba

·                     laranja

·                     mamão

·                     manga (sem o caroço)

·                     maçãs (sem as sementes)

·                     melancia

·                     melão

·                     mexerica

·                     morango

·                     polpa de coco

·                     pêra (sem as sementes)

Que legumes, verduras e frutas não devo oferecer?

·                     Cebola e alimentos preparados com cebola – mesmo em pequenas quantidades, o n propil dussulfito das cebolas pode provocar um tipo grave de anemia nos pets

·                     Batatas, inhame, mandioquinha, cará crus – apresentam solamina, uma toxina que pode deprimir o sistema nervoso central e provocar distúrbios gastrointestinais

·                     Batata germinada – ricos em solamina, uma toxina que pode deprimir o sistema nervoso central e provocar distúrbios gastrointestinais

·                     Brotos de batata – uma toxina que pode deprimir o sistema nervoso central e provocar distúrbios gastrointestinais

·                     Pimenta – pode irritar o estômago dos cães

·                     Uva e uva passa – muitos cães adoram uvas e passas, mas elas possuem uma toxina não identificada que pode provocar sérios danos renais aos cães

·                     Carambola - associada danos renais aos cães

·                     Mandioca

·                     Folhas e caules de tomate

·                     Folhas de abacate

·                     Folhas e caules de batata

·                     Ruibarbo

·                     Folha de berinjela

·                     Folha de beterraba

Recapitulando:

·                     Os legumes precisam ser oferecidos cozidos ou triturados até virarem um “purê” a fim de serem digeridos e aproveitados pelos pets

·                     Batatas, mandioquinhas, inhames, carás e afins devem sempre ser cozidos

·                     Folhas verdes devem sempre ser trituradas ou não serão digeridas

·                     Os demais legumes podem ser triturados ou cozidos, veja como seu pet prefere e como fica mais fácil para você

·                     Para fornecer uma infinidade de nutrientes interessantes, varie ao máximo os legumes e verduras oferecidos

Fonte: http://www.cachorroverde.com.br/index.php/vegetais/